Total de visualizações de página

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Sem Despedida

Arte: Christophe Dessaigne
Sem Despedida


Não é um adeus
nem uma despedida
sem cicatrizes deixadas
ou almas feridas

Esse amor romperá
o infinito azul do universo
no lugar mais bonito
ele habitará

Ao luar se verá uma face
nas estrelas brilharão um olhar
dos beijos o doce mel ficará
na boca ao sol se deitar  

Men@
® 

4 comentários:

  1. Lindo poema!! Adorei.
    O amor ele está sempre presente,seja aonde for.
    Um lindo fim de semana,beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Não o conheci para ficaram as palavras tão bem encantadas.
    A obra imortaliza mesmo.
    Abraços Dulce.

    ResponderExcluir
  3. É triste quando vais embora,
    É triste porque demora
    É estranho entrar em tua casa
    E perceber que tu não mais a habita
    É cedo para dizer adeus,
    Mesmo que tu tenhas ido morar com Deus...
    Conheci muito pouco, mas no fundo sei que era e esta sendo lá em cima uma boa pessoa!
    Dulce, faz um belo trabalho continuando de onde ele parou!
    Abraços!

    ResponderExcluir

O MeNiNo SeM JuIzO foi escrever versos nas estrelas.
Em memória dele, continuaremos a divulgar as suas poesias, algumas já publicadas, outras inéditas, para que o tesouro que ele nos deixou continue a viver.
Os vossos comentários continuam a ser importantes.
As obras têm seus direitos autorais totalmente reservados.
Sejam bem vindos!