Total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

AS MÃOS





Assim caminhamos
Somos trilhos da vida

Mãos dadas amigas
Almas unidas
Orquestrando uma história
Selando destinos


Men@
®

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

INSINUANTE



Sutil
de pele sedosa
ornada com rosas
e rendas marcantes
exibe o dorso
provocante
insinuante



  Men@
®

domingo, 25 de novembro de 2012

ROSA MIGRANTE



É primavera
no continente sul
e brotou uma flor

Rosa formosa
perfumando o outono
d'uma vida senil

Dela fez verão
aquecendo um'alma
abrazando um coração

Germinou da
semente oriunda do norte
migrante no vento forte

Do outono
que lá se despede
dando as mãos ao inverno

Quis na lapela
de linho azul d'um terno
ficar pra namorar


Men@
®

MÃOS D'ALMAS



Antes
era um você
era um eu

Nesse
mundo imenso
que Deus nos deu

Um
você solitária
e um eu também

Onde
milhões de pessoas
se esbarram

E
ninguém
conhece ninguém

Se conhecem bem
mas o amor necessário
não têem

Hoje

sentimentos sem voz
deram as mãos e após

A solidão pereceu
nasceu você em mim
eu em você somos nós


Men@
®

sábado, 24 de novembro de 2012

LIVROS



Conheço um alguém
que gosta de livros
como ninguém que
antes já conheci

Os livros adora
não lê, os devora
como um alimento
fosse pra si

Já na infância
em baús e armários
debruçava de cabeça
buscando livros diários

Só sossegava
quando os encontrava
enquanto isso
os demais espalhava

Devo dizer
antes que esqueça
que há livros que
leu dez vezes seguidas

Cresceu
na sabedoria da vida
mulher, amiga querida
me encanta à distância

Do seu corpo
sinto o doce perfume
em sua roupa do papel
a suave fragrância


Men@
®

O BEIJO




No mundo
termina a guerra
e a alegria se faz

O  povo
caminhando nas ruas
brindando a paz

Andando
descendo a ladeira
vem uma enfermeira

Que um
jovem feliz marinheiro
sacia um desejo

Abraça
seu corpo franzino
curvando-a pra tras

O beijo
que sela suas bocas
quem viu...

não se esquece jamais



 Men@
®

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

GRITO



Subo
ao cume do monte
de onde aflito

Faço
soar mil palavras
num único grito

Pra romper
o som do silêncio
e ecoar no infinito

Falando
na mesma linguagem
que tenho escrito

Esse amor
que chegou desde então
é o mais bonito

É a minha
razão de viver
eu digo e não minto

Posso até
não saber descrever
tudo o que sinto

Nunca vou
esquecer que te amo
e tenho dito


Men@
®

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

LEITURAS


Toda noite
faz sempre igual
Lê na cama
pouco antes de dormir

Pensando
como é natural
No amor
que acaba de chegar

No seu
peito um coração
Feliz
bate com emoção

A razão
nega-se em impedir
A alma
se ilumina ao concordar

Men@
®

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

FOTOGRAFIAS



Agora
me envia outra foto
Como
antes assim já o fez

Revelando
suas lindas pernas
E os pés
em sapatos Francês

O laço
prendeu ao tornozelo
Mostrando
que abriu a embalagem

Acima
em sua nudez
Fica
o resto da imagem

Está
me levando à loucura
Tirando
minha lucidez

Por que
tanta tortura
Em não
se despir de uma vez

 
Men@
®

SEM DESPEDIDA



Não é um adeus
nem uma despedida
sem cicatrizes deixadas
ou almas feridas

Esse amor romperá
o infinito azul do universo
no lugar mais bonito
ele habitará

Ao luar se verá uma face
nas estrelas bilharão um olhar
dos beijos o doce mel ficará
na boca ao sol se deitar
 

Men@
®

terça-feira, 20 de novembro de 2012

EMBALAGEM


Ornou-se com rosas
e pousou bem charmosa
numa fotografia
que enviou para mim

Com seu verso selado
em um gloss transparente
os seus lábios marcantes
que não usam carmim

No papel seu perfume
de um aroma provocante
e em tinta brilhante
escrito assim:

Estou ofegante
esperando o instante
pra lhe dar meu presente
ao chegar de viagem

O que tenho a lhe ofertar
bem mais que essa imagem
é o carente escondido que está
dentro da embalagem

Men@
®

UNIVERSO EM POESIA


Na explosão
do amor
minh'alma inflama

E conduz
a quem ama
sua luz

Acende a chama
que a paixão reluz
no Universo em poesia


Men@
®

AZUL DO CÉU


Vestiu
azul do céu
dormiu
com poesias

Men@ 
®

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

VOAR



A menina
corpo de mulher
sorriu

N'alma
imensa alegria
e vestiu

Um tule
estampado
e a cabeça floriu


Dançando
no branco algodão
saiu

Sentiu
o perfume do amor
no ar

Estendeu
os braços querendo
voar

Men@
®

ACASO



Quando
a saudade apertar
e em seu peito doer

Acaso
me telefonar
e eu não puder atender

Fique
tranquila paixão
é seu o meu coração
que longe está de você

Que
sofre na solidão
não encontrando a razão
sem conseguir lhe esquecer
 

Men@
®

domingo, 18 de novembro de 2012

DE MÃOS DADAS



Contigo
basta estar de mãos dadas
ao seu lado ou em pensamento
momentos sem dizer nada

Nossas almas
bem conhecem as estradas
todas as páginas viradas
escritas  no livro do tempo

 Viajaram
como estrelas errantes
por longas jornadas distantes
e já conversavam caladas


 
Men@
®

sábado, 17 de novembro de 2012

A CENA



Escrever ?

Que heresia !

O que se diria ?

A cena já é poesia !

 
Men@
®

TE AMAR



Te amar

é uma doce aventura
sentindo o perfume de flores no ar
Ter todas as coisas
ao mesmo tempo, sem procurar

Alegre viagem
em rumos seguros a enveredar
Melhor paisagem
cores e imagens que se possa pintar

Toda a esperança
que o verbo amar pode conjugar
Voltar ser criança
inocência da infância, poder confiar

Esquecer o passado
um livro fechado prá não recordar
Nascer novamente
crer no futuro e poder caminhar

Ter bons motivos
para não dormir e ficar a sonhar
Revelando os segredos
de um coração por ti a esperar

Por toda vida
mulher pretendida e se apaixonar
Caminhar de mãos dadas
falando de amor sob a luz do luar

Escrever muitos versos
rimados poemas para te exortar
Não tendo palavras
amar-te somente com o brilho do olhar

Sentir os desejos
os mais loucos beijos sem ter que ocultar
Entre quatro paredes
na intimidade poder desfrutar

Men@
®


sexta-feira, 16 de novembro de 2012

A DAMA E O CAVALHEIRO



A noite
ardem suas chamas
seus corpos se inflamam
saciam desejos insanos

Na manhã
seu dever o chama
com amor prepara um café
serve sua dama na cama


Men@
®

AZUL D'ALMA



Sonho azul
cor d'alma em paz
traz amor ao coração
que pede a alma, então 
e o sonho se faz
 
Men@
®

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

VERSOS N'AREIA


Ele veio
chegou de mansinho
sem nada avisar
Qual as ondas
que beijaram a praia
e voltaram ao mar

Eu estava
andando na noite
a observar
Me inspirando
a compor um poema
sob a luz do luar


Quando li
escrito n'areia
versos do meu pensar
Senti que o amor
invadira meu peito
e me apaixonar
... 

Eu daria
mil voltas ao mundo
só para encontrar

Ela e dizer
que mil voltas daria
só para eu ficar
Por um dia
se ela fosse minha
e nunca voltar
A mil voltas
ao mundo sozinho
eu ter que dar

Men@
®

SEGREDO


De tua imagem
só revelo a moldura
para preservar-te
em segredo
 
 
Men@
®


terça-feira, 13 de novembro de 2012

A MAÇÃ

 
 
Essa fruta madura
num jardim de desejos
me fez encantado

Como as borboletas
que as flores fecundam
com pólen dourado

A maçã saborosa
de poupa macia
com gosto de pecado

Fruta das tentações
de amor e prazer
que tem me enfeitiçado

Com suas delícias
me envolvendo em paixão
estou sendo levado

Por minh'asas ao vento
num só pensamento
sou condenado

Men@
®

SEDUÇÃO CIGANA


                                                      

el baile de la seducción gitana 
en Castellano y Romani


acróstico


Calin, runin de mis sueños,    
Infinitamente yo quiero ser su Calon     
Guarda me, y no me haga aruvinhar su kambulim     
A usted yo trago este nazar para perfumar su trup  
No se olvide, sin usted yo siento kachardin     

Abraza me,  no me deje jalar



Cigana, mulher dos meus sonhos,
Infinitamente eu quero ser seu cigano
Guarde me e não me faça chorar seu amor
A você eu trago esta flor para perfumar seu corpo
Não esqueça, sem você eu sinto tristeza
Abrace-me, não me deixe ir embora


 Men@
®

domingo, 11 de novembro de 2012

ESPERA


Ansioso estou na
espera desse encontro
e nada sei da sua demora
penso agora

Penteando os seus cabelos ?
a escolha de uma roupa ?
de um sapato ou maquiagem ?
que bobagem !

Sabe que os cabelos
vou despentear as roupas retirar
os sapatos saem fácil
e a maquiagem vai borrar

Só ela é que importa
se chegasse nesse instante
e abrisse aquela porta
que o jantar já está na mesa

O champanhe já esquentou
todo o gelo derreteu
O que foi que aconteceu
será que esqueceu ?

O relógio atrasou ?
seu carro não pegou ?
ou será que é uma surpresa
só vai vir pra sobremesa ?

Men@
®


HESITAÇÃO


A chave
de um coração
encontrei

Sem
bater à porta
abri

Nem
pedir licença
entrei

Se
posso ficar
não sei
 

Men@
®

sábado, 10 de novembro de 2012

EM TUAS MÃOS


Nesse quarto frio
que em minha cama
ainda queima a lembrança
de uma doce menina

Uma esperança
renasce em pensamento
momento em que já
não mais me domino

O que me falta
pra que eu te conheça
ainda melhor se quando contigo
pareço um menino

Me faz crer que te amo
e eu me rendo não nego
assim entrego minha vida
em tuas mãos

Men@
®

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

CHAVE


Tranquei o meu coração
esqueci a chave fora
venha depressa
 

abra a porta  
sem demora 
entre
fique aqui 
não vá embora

Men@

®

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

ENCONTRO COM A SAUDADE


Hoje
encontrei com a Saudade
num banco de um belo jardim
estava vestida de branco
qual um anjo perto de mim

Lia trechos de um livro
com relatos do meu passado
em minha biografia
quando sentou-se ao meu lado

Na página onde eu via
os que me haviam deixado
em fotos amareladas
partindo sem ter me avisado

Papai que foi o primeiro
deixando a mim seu legado
depois, meu irmão conselheiro
que em mim, sempre esteve ligado

Mamãe minha jóia mais rara
seu amor e o que me foi ensinado
que eu ainda sinto o calor
dos braços que fui embalado

Parentes, melhores amigos
que em minha vida haviam me dado
o prazer de ter convivido
e o tempo os tinham levado

A Saudade inclinou-se um pouco
tocando minh'alma marcada
por feridas que ainda sangravam
e não foram cicatrizadas

- Não sabia que estava tão só !
disse com voz embargada
- Nem posso te fazer nada !
retrucou, voltando a ficar calada

Talvez escreva um livro
de um poeta em sua jornada
das dores e suas verdades
aos que desconhecem metade

De quem a Deus confiou sua vida
como herança para a posteridade
e que enquanto aqui peregrina
só quer paz, muito amor e amizades
 

Men@
®

ORIENTAÇÃO



Siga
a Luz d'alma qual fosse
a D'alva que já te entreguei
no azul do firmamento

Alí
encontrará a Lua que irá
subir pra dormir nesse momento
com a chegada do Astro Rei

Siga
direto em seu sentido
quando forte pulsar teu coração
é onde eu estarei


 Men@
®

SILÊNCIO


Olá,

Solidão velha amiga
companheira que habita
no espaço do meu quarto,
venho desabafar contigo

Sou aquele teu antigo
conhecido, creio vais lembrar
das noites em que unidos
você me viu chorar

Ouça o que te digo
daqui sai há um longo tempo
decidido a encontrar um alguém
para ficar aqui comigo

Encontrei, tentei ser um amigo
mas pelo amor fui possuido
e traído querendo evitar
fui me apaixonar

Perdi meu equilíbrio
o rumo, ficando sem sentidos
e a quem nunca imaginei
pudesse magoar

Voltei ao meu abrigo
nem ligo se mais uma vez ficar
só deixe o meu pranto rolar
e em silêncio meditar


 Men@
®

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

QUATRO PAREDES


As loucuras de uma noite
entre as quatro paredes do quarto
sòmente as sombras viram
e as paredes ouviram

Amanheceu...

Saciados
eles dormiram


Men@
®

SEDUÇÃO


Deixa-me
tocar a tua pele
te acolher
entre meus braços

Sinta
em meu peito
o coração que bate
sem compasso

Ouça
essa voz rouca
falando ao teu ouvido
em que eu te digo

Solte-se
sem medo decidida
do pecado
sem sentido
e vem comigo

Liberte

os
desejos reprimidos

da santidade possuida
sem pudor

Me faça teu

 amando com paixão 
sedução
aos limites da loucura
decadência e perdição


Men@
®

 

terça-feira, 6 de novembro de 2012

ENCONTRO FUGAZ


Olhando longe procura
quem aguçou seus desejos
com beijos que o levaram a loucura
deixando seus músculos tesos

Restando na mão uma rosa
a prova de que foi real
e sombras no peito desnudo
de um encontro fugaz


Men@
®

TREM DA ESPERANÇA



A vida é uma viagem
dentre todas as andanças
viajamos nesse trem
sobre os trilhos das distâncias

Conduzido pelo amor
transportando as lembranças
planos, meras fantasias
e nossos sonhos de criança

Corre o tempo e o trem avança
vai parando em estações
e entre as belas paisagens
surgem novas emoções

Os sorrisos a quem chega
de quem parte uma saudade
um sobe e desce de bagagens
repletas de ilusões

No caminho a natureza
é que compõe as poesias
dando adeus para as tristezas
e bem-vindo as alegrias

Trem e vidas num compasso
em seus passos como uma dança
que bailando a paz se alcança
pois seu nome é esperança


Men@
®

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

PAZ DA LIBERDADE


Sonhos voam
planam asas rasas
sondam planos

Vôos distantes
rasgam ondas mares
vagas do oceano

Cruzam vales
lagos rios montanhas
ventos passados

Buscam vida
cura n'alma calma
paz da liberdade

 
Men@
®

DOCE MAGIA



Por solitárias noites e longos dias
passei me indagando o que eu seria
sem escrever as minhas poesias

E em um alguém lembrando
me perguntando onde ela estaria
e a essa hora o que será que fazia

Se acordada estava ou dormia
acompanhada caminhava
ou sentada, só também se sentia

Estaria na vida pensando
uma linda canção escutando
seu texto escrevendo ou se lia

Ao seu lado abraçados
gostaria de estar em sua companhia
ao menos só por um dia

E o que ela me diria ?
- Volte já para sua casa ! ou
- Fique por mais alguns dias !

Sem uma bola de cristal
não sei responder minhas perguntas
e ninguém advinharia

Se uma vara de condão houvesse
ou pó de pirlim-pim-pim tivesse
por desejo me atreveria

Em barras de chocolate
mais do que jóias com muitos quilates
eu me transformaria

Com certeza ela não resistiria
nem para os lados olharia
e em sua avidez me morderia

E em sua boca
como história de amor mais louca
aos poucos me derreteria

E que assim fosse todos os dias
eu em barras de chocolate
que para ela é a mais doce magia


Men@
®

domingo, 4 de novembro de 2012

ALGUM LUGAR NO TEMPO

DULCE MORAIS
imagem gentilmente cedida 
e a poesia prossegue desfilando em seus versos

Em algum lugar no tempo

Com a chegada da primavera
sobre o ventre das matas e a terra
irei te amar ao te encontrar novamente

Em algum lugar no tempo

Se lembranças trouxerem o vento
das tuas imagens no meu pensamento
irei te amar mesmo estando ausente

Em algum lugar no tempo

Se não restar nenhum nutriente
suficiente para brotar uma semente
irei te amar como agora e para sempre

Em algum lugar no tempo

Se eu puder encontrar um traço
como um rastro da sua alma amada
irei te amar e dormirei calmamente

Em algum lugar no tempo

 
Men@
®

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

doce Dulce


                                                       Dulce Morais
                                                      (Tomar - Portugal)
                                                       imagem gentilmente cedida

Chegou como um anjo
enviado do céu
Sem manto nem asas
tão pouco um véu

No olhar a ternura
a expressão da candura
De covinhas na face
e lábios de mel

De  pele rosada
um xale ao pescoço
Com seus longos cabelos
e usando um chapéu

Tocou em minh'alma
que pairava ao léu
 Sua luz fez minha calma
no seu doce papel

Me deu suas mãos
como as de uma criança
Que do seu coração
semeia esperança

Tudo isso à distância
como poesia fosse
A quem Deus se usaria
 não sendo tão doce ?

Men@
®

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

TODA MINHA VIDA



Toda minha vida
a música me fez sonhar
afugentando as lembranças
querendo me aprisionar
em cama mal dormida

Paixão mal resolvida
que a cada nova despedida
sequer antes da partida
os porques da minha ida
tinha que explicar

Procurando por palavras
em frases escolhidas
o que eu queria realizar
sem deixar mágoas sofridas
em casa dividida

Precisava o mundo desbravar
pra descobrir uma saída
esperando ao retornar
reconquistar a própria vida
com a paz me encontrar

para toda minha vida...

Men@  
®